8 de abr de 2010

Vagos

Prometi a você um amor macio
Mas o tempo parecia se arrastar
E minha paciência não espera tanto a fio

Você ao contrário prometeu me cobrar
Mas demonstrou ser má, de sentimento arredio

E agora onde estás, deusa nórdica de rara beleza?
Nas plumas alvas das nuvens ou nas brumas bravas de março?
No frio da transgressão ou mormaço da certeza?

Continuo a vagar sozinho, sem nuvens, paciência, mormaço ou sentimento...
Apenas uma dor hasteada ao vento
No quereres do vazio

Toni Caldas

2 comentários:

  1. Toni,

    Parabéns pelo blog e pelo talento com a poesia e com as letras em geral.

    Abraços e excelente sexta-feira.

    ResponderExcluir
  2. Calma.. ela só está jogando contigo.. em breve ela volta pra cumprir sua promessa e você a sua.

    Parabéns, belo blog.

    ResponderExcluir